SOBRE O IBEU

O Índice de Bem-Estar Urbano (IBEU) mensura o nível das condições urbanas necessárias para se viver nas cidades, especialmente nos grandes centros urbanos do país. As condições urbanas consideras foram aquelas que se caracterizam como bens ou serviços coletivos. Os bens ou serviços coletivos são aqueles que nenhum indivíduo é capaz de adquirir sozinho, tampouco consumir individualmente. São bens ou serviços que só podem ser adquiridos e consumidos de modo coletivo, como pavimentação, rede de esgoto, arborização entre outros aspectos. Esses bens ou serviços expressam, portanto, a dimensão urbana do bem-estar usufruído pelos cidadãos e que são promovidos pelo mercado, via o consumo mercantil, ou pelos serviços prestados pelo Estado.

O IBEU é constituído por vinte indicadores que estão organizados por cinco dimensões urbanas:
1) Mobilidade
2) Condições ambientais
3) Condições habitacionais
4) Atendimento de serviços coletivos
5) Infraestrutura

O IBEU foi construído sob três perspectivas segundo sua abrangência espacial:

a) IBEU Global: comparação entre as 15 principais metrópoles do país.

No IBEU Global o resultado obtido de cada lugar, em cada escala geográfica, decorre da relação entre todos os demais lugares presentes nas 15 principais metrópoles do país. Portanto, o resultado do IBEU, também de suas dimensões, é um valor relacional entre as 15 metrópoles consideradas: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Campinas, Grande Vitória, Goiânia, Salvador, Recife, Fortaleza,
Belém e Manaus.

b) IBEU Local: comparação entre os bairros (áreas de ponderação) de cada região metropolitana particular.

No IBEU Local o resultado obtido de cada bairro decorre da relação entre os demais bairros da região metropolitana particular onde a análise foi realizada. Portanto, a análise feita decorre de uma perspectiva intrametropolitana, tanto para o IBEU Local de modo sintético, quanto para cada dimensão do IBEU Local.

O IBEU Local foi elaborado para cada metrópole presente no IBEU Global e, também, para outras regiões metropolitanas que não estão presentes no IBEU Global, mas fazem parte da Rede Observatório das Metrópoles, tais como: Maringá, Baixada Santista e Natal.

c) IBEU Municipal: comparação entre todos os municípios brasileiros.

No IBEU Municipal o resultado obtido de cada município decorre da comparação entre todos os municípios do Brasil. Em 2010, o país possuía 5.565 municípios. A construção do IBEU Municipal se deu entre todos esses municípios.

OBSERVAÇÕES METODOLÓGICAS:

1) Todos os dados utilizados na construção do IBEU foram decorrentes do Censo Demográfico do IBGE. Para sua elaboração utilizamos a base de dados de resultados do Universo, a base Microdados da Amostra e a base de dados do Entorno dos Domicílios.

2) Em todas as situações em que o IBEU foi calculado o procedimento de construção se deu somente para as áreas urbanas dos municípios. As áreas rurais não foram incluídas no cálculo do IBEU;

3) O que estamos chamando de bairro é uma denominação popular para o termo técnico existente no Censo Demográfico do IBGE chamado de área de ponderação. Em muitas situações a área de ponderação pode corresponder à identificação de bairro em cada município específico, mas também a área de ponderação pode ser maior que bairros ou mesmo um bairro pode conter mais de uma área de ponderação. Como não há um padrão para definição de bairro no Brasil, optamos por utilizar o termo bairro como correspondente da área de comparação para ficar claro que nessas situações estamos considerando áreas
internas dos municípios.

Download do IBEU Global e Local

Nesta publicação você vai encontrar informações sobre os resultados da pesquisa.

Download do IBEU Municipal

Nesta publicação você vai encontrar informações sobre os resultados da pesquisa.